terça-feira, outubro 31, 2006

swan lake = wolf parade + destroyer + frog eyes


a) sempre torci o nariz aos chamados super-grupos. desde aquele videodisco® de um concerto dos wings (do paul mccartney), aos temple of the dog (o mega-grupo com todos os super herois do grunge dos anos 90), os band aids do bob geldof ou os pirilampos magicos da cercis, sempre achei que estes pow wows apenas servem para gerar receitas comerciais (quer com fins altruisticos ou nao) usando o prestigio e capacidade de mobilizacao dos seus membros e ficando sempre o objectivo musical/artistico relegado para segundo lugar.
b) tambem acho que os super-grupos sao uma moda em alta nos anos 2000, pelo menos a julgar pelo infidavel numero que teem acontecido. ora bem, a perfect circle, audioslave, zwan, velvet revolver, fantomas, racounters ou maduros, todos partilham uma coisa: os seus membros sao musicos em baixa, talvez a precisarem de dinheiro e que neste momento apenas fazem gestao de carreira. do ponto de vista do consumidor, o resultado, geralmente, nao e nada auspicioso.
c) existem estilos mais dados a este tipo de colaboracoes. certos jazzes (e.g. o miles davis e seus quintetos + milhentas colaboracoes + weather report) e certos generos na franja da novidade: aquelas comunidades de free-improv onde todos os musicos vivem a la reality show patrocinado pelos ministerios da cultura de governos de paises desenvolvidos e que a wire reporta a taxa de uma por mes; ou aquelas electroniquisses cujos artistas ficam tao contentes por partilharem semelhancas que quando se conhecem a ideia para um disco a dois surge logo a primeira conversa. nestes casos, devido ao baixo relevo dos seus membros, distingo o que acontece aqui como sendo uma chamada colaboracao e nao um supergrupo
d) por ultimo, existem musicos que, por definicao, sao a colaboracao. um exemplo e daniel bejar, o elo de ligacao entre todos os discos dos destroyer e guitarrista e vocalista do super-grupo the new pornographers. agora, daniel bejar juntamente com outro puro exemplo de colaboracao, spencer krug (mentor dos wolf parade e do tambem super-grupo sunset rubdown) e carey mercer (frog eyes) criam ainda outro super-grupo, os swan lake.
e) a primeira audicao, parece uma alternancia entre temas a la destroyer e wolf parade/sunset rubdown. e totalmente compreensivel, a voz do destroyer e extremamente caracteristica, a do wolf parade igualmente, e frog eyes conheco mal. aqui todos cantam, a #3 city calls e o exemplo perfeito. a entrada da voz do destroyer aos 1:47 e aos 3:17 e depois para o final e extraordinaria - beast moans prosegue num desfile infindavel de momentos como este.
f) o disco e um disco dificil onde o resultado e claramente mais do que a soma das partes. devido a complexidade melodica (arpejos de sintetizador, cacetadas em guitarras acusticas, e imensos la-la-las a tres vozes) requer um estado de espirito particular. porque existe uma componente dramatica (tambores sem tempo, laivos de psicadelismo® e refroes desenfreados que mudam a estrutura), nao e um disco pop per se. mas, depois de algumas audicoes, da ora tanto para bater o pezinho, abalar o corpo ou trautear certos tra-la-las. aqui estao tres temas:
#3 city calls (optima e disponivel aqui)
#5 all fires (felizmente, uma das melhores)
#7 the freedom (comeca mais destroyer mas depois muda)

3 adendas

Blogger filipa disse...

ainda ontem vi isto e farto-me sempre de rir.
deste "super grupo" nao podes tu dizer mal, toma la:

http://www.youtube.com/watch?v=YCKzAn0612o

:PPPP

1/11/06 1:35 da tarde  
Blogger Kraak/Peixinho disse...

Parece-me interessante. Se há Wolf Parade + Sunset Rubdown pelo meio de certeza que me vai agradar. Não sabia da existência deste Swan Lake. :)

7/11/06 11:56 da manhã  
Blogger ana disse...

É um disco um bocado dificil mesmo, mas que gosto bastante. O primeiro tema que ouvi do disco e meu favorito é "A venue called rubella", os que indicas vêm logo a seguir...

21/11/06 6:00 da tarde  

quinta-feira, outubro 26, 2006

beatiful division day

(elliott smith, division day)
there was grown man dying from fright
so surprised by the things he'd say
with a giant fantasy life
running 'round on feet of clay

naked except for a perpetual debt
that couldn't be stripped away
an unrightable wrong that moved him
along closer to division day

spent a long time living with that
never could give it a name
and when you don't know what you're
looking at it makes it much harder to take

mostly they'd meet when he was
asleep and have some sick exchange
that stuck him as wrong and moved him
along closer to division day

i can't make an exception for a bad
connection that only goes one way
sell out for a song where i don't belong
with you on division day

the moon stood up on the ridge
looking down where the water shines
and a man looking over the bridge
like he done so many times

thinking about how to stay out
out of troubles way and
flying to fall away from you all
it's over division day
beautiful division day
#3 hurricane
#4 lights out
#7 tigers
#9 colorguard
#10 tap-tap, click-click

1 adendas

Blogger Sérgio Hydalgo disse...

encontrei o teu blog googlando "weird weeds" . parece-me bem.

sugiro-te o meu: http://mafama.blogspot.com

(sessão musicais, em exclusivo, com colleen, ignatz, half asleep, ...)

diz-me o que achas

26/10/06 5:59 da tarde  

quarta-feira, outubro 25, 2006

a minha █████████ e verdadeiramente espetacular


i) vai comigo ver bons concertos, ajuda-me a escolher a t-shirt mais gira de todas e depois ainda por cima mete boas musicas num certo, tambem querido mas nao meu, ipod video
ii) na ida, o muito bom division day, beartrap island, escolhido por mim e depois, escolhidos por ela, os "extreantes" the diableros, you cant break the strings in our olympic hearts
iii) a vinda, hi lo trons, bella simone por mim e depois the rakes, capture/release e gotye, like drawing blood, ambos por ela, mas felizmente apenas as primeiras duas musicas deste ultimo

9 adendas

Blogger membio disse...

tens sorte :) a minha não é assim tão aberta a música alternativa, mas também não se importa q eu a oiça, desde que haja o chamado equilibrio temporal de escolhas ehehe :)

25/10/06 7:00 da manhã  
Anonymous calvin disse...

entao a sua trilha é mesmo espetacular... tb com uma mulher dessas....

binary love.. the story of my life

25/10/06 6:31 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

É espectacular que se escreve!

26/10/06 4:17 da tarde  
Blogger filipa disse...

nao tens vergonha, ja nem escrever sabes :P

26/10/06 6:19 da tarde  
Blogger joao disse...

espetacular de espeto

26/10/06 6:30 da tarde  
Blogger Marco Costa disse...

não percebo pq toda a gente te censura... eu percebi q era de espeto! :)

abraço. e parabens pelo blog.

31/10/06 4:02 da tarde  
Blogger mago disse...

O lápis azul passou a marcador côr de laranja?

3/11/06 1:28 da tarde  
Blogger Kraak/Peixinho disse...

o que aconteceu à namorada? :S

7/11/06 11:57 da manhã  
Blogger joao disse...

classified information: top secret

7/11/06 1:21 da tarde  

fotografia e desta vez, algo mais, aqui

1 adendas

Blogger Kraak/Peixinho disse...

Também QUERO! :)

25/10/06 9:58 da manhã  

segunda-feira, outubro 23, 2006

marie antoinette i will marry you

2 adendas

Blogger joao disse...

nao canta mas encanta

23/10/06 10:51 da tarde  
Blogger mago disse...

Com aquela banda sonora não precisa de cantar, mas também não precisa dela para encantar, como bem dizes...

25/10/06 6:55 da manhã  

sexta-feira, outubro 20, 2006

a excitacao da semana que vem

1 adendas

Blogger prozac disse...

joão boa viagem para os decemberists, have fun e depois conta coisas + fotos se possível da banda e ambiente:)
JP

23/10/06 2:40 da tarde  

quarta-feira, outubro 18, 2006

psychedelic furs, uma banda que nao conheco bem, que devia conhecer melhor, e que tou ja a tratar disso

a) devido a ter passado a maior parte da minha adolescencia num meio suburbano em franco desenvolvimento onde o generation gap era intransponivel e nao desejado, nao tive, voluntariamente, acesso a muitas cassetes que apenas os irmaos mais velhos tinham. por isso, muita coisa boa teve que ser conhecida a posteriori.
b) de qualquer das formas, o tempo nao foi perdido, porque em vez de ouvir certas coisas que, de uma certa maneira, e necessario admitir que na altura ja estavam a ficar gastas e fora de onda e dar no cavalo ja nao era a cena, estive inserido no inicio de outras tendencias.
c) mesmo assim, ha que reparar que ja no genuino declinio dos psychedelic furs ainda era uma crianca que acordava aos domingos de manha com os discos dos meus pais e gostava era dos singles dos europe, do limahl e do holiday rap (viva ao youtube, os 1.65 mil milhoes de dolares sao bem merecidos) na aparelhagem do meu amigo goncalo.
d) entretanto, tiveram que sair:

alcian blue, alcian blue, megagoticos no ano 2006, algo esta mal;
death from above 1979, you are a woman, i am a machine, espetaculares, nao conhecia e ainda bem que agora conheco. entretanto saem porque nada e eterno;
killers, sam's town, ok, tiveram a sua oportunidade e muito pressionado pelas hostes, acabam por sair. infelizmente ja ouvi e ainda vou ter de ouvir vezes demais;
xiu xiu, tu mi piaci ep, um ep de covers, pelos xiu xiu a la xiu xiu, nada de supreendente, interessante versao do oh i wish my girlfriend was hot as she e do kangaroo;

4 adendas

Anonymous number disse...

Ainda aqui há uns tempos falei deles no meu blog -- grandes Psychedelic Furs - Pretty in Pink, President Gas, All that Money Wants - apenas 3 de muitos e muitos grandes temas.
Boa escolha João! :)

19/10/06 6:48 da tarde  
Blogger filipa disse...

no outro dia pus os alcian blue a tocar antes de adormecer, tive logo que mudar, cheia de medo de ter montes de pesadelos...

20/10/06 10:54 da manhã  
Blogger cristal disse...

o primeiro concerto para "grandes" a que fui foi justamente psychedelic furs, no coliseu dos recreios. boa lembrança!

30/10/06 11:25 da manhã  
Blogger JAP disse...

Ora aí estão uns moços do meu tempo (Here Come Cowboys, The Gost in You , etc.). Que será feito de si, Mr. Richard Butler?

8/12/06 11:15 da manhã  

segunda-feira, outubro 16, 2006

here is... gosling

domingo, outubro 15, 2006

fujiya & miyagi, convencimento a primeira vista


1) por vezes, basta ouvir os primeiros 10 segundos de um disco para se perceber que e optimo. foi o que me aconteceu com fujiya & miyagi, transparent things
2) estes 10 segundos da primeira musica, ankle injuries (cf. em baixo), fez-me logo lembrar os neu!, mas se transpostos para o ano 2006. depois, com nome da banda a ser apregoado vezes infindaveis em crescendo a la cantico de estadio, fiquei rendido
3) o resto do disco continua na mesma toada: e mesmo a verdadeira "re-invencao do krautrock" aplicado as pistas de danca. nao fui eu que lhes chamei isto, mas assenta perfeitamente
4) ao contrario do que o nome possa transparecer, nao sao niponicos. eles proprios o referem numa das musicas. da mesma maneira que barcelona e russia, o japao sempre teve, tem, e tera o seu hype
5) na realidade, apenas sao um par de dj's de brighton no reino unido com mais um amigo. como ja disse, por imensas vezes faz lembrar os neu!, mas tambem por outras os kraftwerk, os underworld, ou os lcd soundsystem. portanto, apenas boas comparacoes (aqui, obviamente alguma benevolencia para os underworld)
6) musica elecronica de bater o pezinho com uma toada analogica, baixo forte e dinamico que pontua os temas, e letras kitsch/ridiculas (riscar o que nao interessa) sussuradas com uma pronunica estranha. fazem um conjunto proximo do electro dfa-iano, mas dando uma lufada de ar fresco a um estilo que tem vindo a cair na utilizacao da formula e na repeticao do tema
7) para ouvir, depois de uns minutos passados a ser cacador-recolector, aqui estao estes temas:
#1 ankle injuries
#2 collarbone
#3 photocopier
#5 transparent things (ambas no myspace)
#8 cassetesingle

5 adendas

Blogger membio disse...

é um bom album, tb gostei...

15/10/06 7:33 da tarde  
Blogger fantôme disse...

Mighty good, indeed.

16/10/06 4:44 da manhã  
Blogger CARMO disse...

sou novo nesta história dos i-pod's... mas tb optei por um nano!
pena é que o som digital continue a desiludir-me.
Abraço!

16/10/06 11:08 da manhã  
Blogger prozac disse...

neu! e can. estou a curtir n o novo califone.
saudações
joao pedro

16/10/06 6:43 da tarde  
Blogger maria disse...

Gostei imenso, estou a ouvir o cassettesingle, muito bom!

5/11/06 10:55 da manhã  

quarta-feira, outubro 11, 2006

muitas entradas

8 adendas

Blogger mago disse...

Posso-te já dizer que o Sam's Town não deve ficar por aí muito tempo...

12/10/06 6:19 da manhã  
Blogger joao disse...

e verdade, eu ja ouvi por alto e ja disse mal por ai algures,
mas pronto, assim os rapazes teem a sua legitima oportunidade

12/10/06 11:25 da manhã  
Blogger Blacksheep disse...

Já não ouvia falar dos yo la tengo desde um vilar de mouros qualquer. O mosaic do Woven Hand e o Sam’s town dos Killers que tal tão?

14/10/06 2:37 da tarde  
Blogger Kraak/Peixinho disse...

Muito boas entradas, seguramente! Especialmente Yo La Tengo, Polyphonic Spree, Les George Leningrad, Bonnie Prince Billy, Emily Haines e mais alguns :)

Beck e The Killers vão voar rapidamente do teu iPOD, LOL. Parece-me...

Hugzz

15/10/06 10:05 da manhã  
Blogger filipa disse...

joao nao percebes que ta toda a gente a espera da tua opiniao do sam's town? eu ainda nem tive coragem de ouvir so pelas barbaries que tenho lido aqui e ali... o beck tambem ja me agasta um bocadinho, e se continuar na mesma lenga lenga...

15/10/06 1:47 da tarde  
Blogger filipa disse...

(a lenga lenga do costume desde o sea change.)

15/10/06 1:53 da tarde  
Blogger joao disse...

a minha opiniao sobre o disco dos killers e: ha melhores e up yours (para eles, claro)

15/10/06 5:21 da tarde  
Blogger filipa disse...

para opinioes dessas mais vale ler o correio da manha.

16/10/06 11:55 da manhã  

muitas saidas

awesome color, awesome color, rock 'n' roll, ja aqui tiveram o seu espaco;
the bees, high society, engracadote mas nada de especial. tocaram 10 vezes e foi o suficiente. boa voz, guitarrinhas e coros por tras fazem um bom disco no geral com musicas interessantes, mas nao passa disso. #5 she is gone #10 dream of love sao as minhas preferidas;
the black angels, the black angels, por recomendacao, e bom mas nao e espetacular. fazem-me lembrar muito os doors e sao daqui da terra;
blood meridian, kick up the dust, bom disco, se nao fosse preciso libertar tanto espaco ficariam aqui mais tempo. ja surpreenderam por mais do que uma vez. #3 let it come down e espetacular. o disco comeca bem mas depois la para o final comeca um bocado a fartar porque bate sempre na mesma tecla;
the blow, poor aim: love songs, the concussive caress or casey caught her mom singing along with the vacuum, o primeiro muito melhor do que o segundo, conheci porque sao amigos dos parenthetical girls, #7 come on petunia muito gira. o segundo e mais aborrecido e um bocado cru, so com a voz e instrumentacoes electronicas por tras a la noia xiu xiu, mas muito muito pior. acho que vai ter um disco em 2006, entretanto, estou a espera;
chin up chin up, this harness can't ride anything, ja teve aqui o seu espaco, mas acho o anterior relativamente melhor;
code of honor, fight or die, punk rock dos anos 80, so aqui esteve por curiosidade;
cold war kids, mulberry street, up in rags, with your wallets full, 3 eps dos cold war kids que faziam com que a sua probabilidade no piloto automatico fosse bastante elevada. ja tiveram aqui o seu espaco e foram extensivamente ouvidos, entretanto num futuro proximo entrara o album de estreia;
daughters, hell songs, ouvi uma vez, nem sequer o disco todo, muito muito hardcore para mim, a critica que li enganou-me completamente e fez o correspondente site desaparecer dos meus favoritos. adeus junkmedia;
the decemberists, the crane wife, ouvidos extensivamente, excelente disco, dos melhores de 2006, #5 the perfect crime e espetacular, nunca esperaria uma musica tao dancavel pelos decemberists, entrarao no final do ano;
envelopes, demon, aqui desde o estado inicial, #4 your fight is over e a minha preferida e diz-me mesmo muito. vi pela primeira aqui na radio da universidade e so muito depois no cokemachineglow. e um disco de estreia, ja escrevi isto algures sobre eles:"acho que estes rapazes teem jeito. o disco nao e assim nada de especial, mas pelo menos prometem. acho espetacular a forma como e cantado.";
the exploding hearts, guitar romantic, ora glam rock, ora clash, ora ramones, mas se em 2003. entrou apenas por curiosidade ja nao me lembro bem porque. o disco e bom, todas as musicas podiam ser singles. vejo agora ja nao existem, 3 membros morreram num desastre de automovel quando voltavam a casa de san francisco. perderam o controlo da van da banda, que horror;
first nation, first nation, folk psicadelico com uma boa cantora, melodias progressivas, sons da selva e instrumentos meio tradicionais. aqui desde o estado inical e extensivamente ouvido mas nunca sem grande notoriedade. #3 female trance e a que gosto mais e ja esteve numa playlist;
the futureheads, news and tributes, tocaram muito, um total de 18 vezes, #11 thursday e uma boa musica e cai assim um bocado fora de todo o disco. acho o anterior um disco melhor;
gotye, like drawing blood, o disco comeca bem assim com musicas ritmadas, modernas e meias de danca mas com instrumentos do folclore. entretanto la para o final fica horrivel e nao se aguenta onde fazem lembrar tudo e mais alguma coisa, portanto, ouvir apenas ate a #5 thanks for your time que me faz lembrar justin timberlake. #9 seven hours with a backseat driver e a unica que se safa neste final. o disco ja esta a ter mais linhas do que merece;
grizzly bear, yellow house, ja teve aqui o seu espaco, entrara no final do ano;
guillemots, from the cliffs, tinha ficado aqui este, a minha opiniao sobre a banda nao mudou desde a ultima vez, #3 made up love song #43 e muito gira mesmo;
heartless bastards, all this time, deram-me a conhecer, este e o deste ano, adoro a voz da senhora, a #4 que da titulo ao disco e a melhor. continuam na mesma linha do que o anterior, mas agora apostam mais nas melodias com a voz;
junior boys, so this is goodbye, tudo ja foi dito por ai. o disco e bom mas o anterior e muito muito melhor. acho que tiveram um pequeno hype no lancamento, mas depois la se acabou por perceber que afinal nao era assim como se dizia;
la rocca, the truth, horrivel, tem tudo o que eu nao gosto numa banda e compreendem-se perfeitamente as referencias dos criticos profissionais aos u2, aos keane e aos coldplay. a serio, venha o diabo e escolha;
lady and bird, lady and bird, ja conhecia este disco, parece-me que saiu em 2003 em franca e so agora em 2006 no resto do mundo. por favor, expliquem-me porque;
the little ones, sing song ep, ja aqui tiveram o seu espaco. banda prometedora;
malajube, trompe l'oeil, uns canadianos que cantam em frances, muito a la arcade fire. #2 montreal -40°c e #10 etienne d'aout muito giras;
midlake, the trials of van occupanther, dos melhores de 2006, extensivamente tocado. conheco de cor e tenho que lhe dar o devido espaco aqui no meu querido ipod nano. sai porque o espaco e limitado. #5 young bride e a preferida;
new buffalo, the last beautiful day, bom disco, calminho e tranquilo, optimo para namorar no sofa. sally seltmann esta na lista;
parenthetical girls, grrrls, safe as houses, boas letras cheias de metaforas sexuais, primeiro saiu um, agora saiem estes dois. o primeiro e um disco com duas versoes, a primeira com batidas e a segunda sem. a minha musica preferida dos casiotone for the painfull alone, love connection (some things are better left unsaid), e um cover dos parenthetical girls. este segundo de 2006 tambem nao e assim nada de especial. comeca com #1 love connection, pt.2 mas nada de grande novidade ou relevo para alem disso;
peter bjorn and john, falling out, como esta ali na prateleira, nao precisa de estar aqui;
planningtorock, have it all, ja teve aqui o seu espaco, nada a acrescentar;
polysics, neu, japoneses noise-rock noia, disco de 2003, apenas entrou por curiosidade e por achar a capa assim interessante e que facilmente poderia substituir a fotografia do meu profile. continuo a preferir os fond of tigers. o som e interessante, mas demais para mim;
psychic ills, dins, ja tiveram aqui o seu espaco, e so olhar um pouco abaixo. mas que bela foto que eu aqui pus, hein?;
the roots, game theory, tou numa fase em que nao curto assim muito hip hop. acho que vao todos para o inferno por ostensividade, e, infelizmente tambem pagam os justos pelos pecadores;
russian futurists, me myself and rye, por favor haja paciencia para o hype da russia nos nomes de bandas. nao gosto, nao me entra, e agora odeio. passei para a frente por varias vezes;
the submarines, declare a new state!, vocalista (blake hazard) com voz de anjo, o disco e interessante, mas tambem assim nada de especial;
tap tap, lanzafame, bom disco, faz-me lembrar os arcade fire, sai apenas porque esta mal tirado. critica muito interessante no pitchforkmedia, onde e dito que blogues de musica sao a nova paciencia. concordo plenamente, e incrivel a quantidade de tempo que perco com isto;
tokyo police club, a lesson in crime, copia valida dos strokes, a #2 nature of the experiment com o efeito na voz e tal e qual;
union of knives, violence and birdsong, aqui por recomendacao, ouvido extensivamente. #3 evil has never e #5 taste for harmony sao as minhas preferidas. nao acho assim nada de especial, acho o disco muito variado e pouco coeso;
white whale, wwi, os tap tap estao para os arcade fire assim como os white whale estao para os decemberists. estes ja tiveram aqui o seu espaco;
wilderness, vessel states, das minhas bandas preferidas dos ultimos tempos e dos melhores de 2006, tem-se arrastado por aqui ja ha algum tempo e e ouvido sempre com gosto e regularmente. amaldicouo o chipotle por me ter feito perde ao vivo;

6 adendas

Blogger joao disse...

peco desculpa pelo possivel excesso de informacao, mas isto aqui tambem serve, metaforicamente, como um pequeno blogue de apontamentos pessoais

12/10/06 12:30 da manhã  
Blogger prozac disse...

i love wilderness, too.
JP

12/10/06 2:49 da tarde  
Blogger Invisible Girl disse...

:)
fazes bem em usá-lo como blog de apontamentos. A minha ideia principal é mesmo essa, se alguém lê as baboseiras que eu escrevo melhor para mim lol
bom fim de semana ;)

14/10/06 3:24 da manhã  
Blogger filipa disse...

amaldicoado chipoatlay :S

14/10/06 12:32 da tarde  
Blogger filipa disse...

a foto dos pshychic ills e uma boa foto :P

14/10/06 12:36 da tarde  
Anonymous Ludmila disse...

olá joão.

uma pena.

uma pena não estar com tempo pra ler mais... mas o pouco que li foi o bastante pra voltar e fazê-lo ainda mais.

cheguei até aqui através do tap tap.

e queria tanto saber como baixar o album inteiro...

6/12/06 3:41 da tarde  

terça-feira, outubro 10, 2006

ja chega destes discos: amanha ha mudancas

segunda-feira, outubro 09, 2006

blake hazard i will marry you

7 adendas

Blogger mago disse...

Agora é a nossa vez: obrigado também pela divulgação do Arte Del Pop. E obrigado por esta imaginativa "rubrica" I Will Marry You.

10/10/06 9:16 da manhã  
Blogger filipa disse...

o' boa! saltava aqui de cima deste andaime so para ir ter contigo. boooa.

10/10/06 5:26 da tarde  
Blogger filipa disse...

perdao :)

10/10/06 5:42 da tarde  
Blogger joao disse...

i

11/10/06 1:12 da manhã  
Blogger Kraak/Peixinho disse...

Então e a Emily Haines? Divórcio?

:)

11/10/06 10:54 da manhã  
Blogger joao disse...

1) mago, esta imaginativa rubrica i will marry you e claramente influenciada pela musas bionicas
2) kraak/peixinho, a emily haines ja la vai ha muito muito tempo, ate ja existiram outras pelo meio

12/10/06 11:27 da manhã  
Blogger Kraak/Peixinho disse...

Haha! Eu sei. Já tinha reparado! Mas a Emily... é especial. :)

15/10/06 10:07 da manhã  

sábado, outubro 07, 2006

brightblack morning light, de volta ao paleolitico

1 fender rhodes + 1 guitarra acustica = brightblack morning light
aqui esta a unica amostra possivel, everybody daylight

2 adendas

Anonymous astropastor disse...

Muito bom. Pelo menos a amostra que aqui nos trazes. A imagem de rock star desleixada também lhe fica bem.

9/10/06 9:42 da tarde  
Blogger joao disse...

eles sao eremitas. vivem em tendas e renegam a cultura consumista. acho isso verdadeiramente espetacular

12/10/06 11:28 da manhã  

sexta-feira, outubro 06, 2006

white whale, do kansas para o mundo


1) o kansas e um sitio bastante particular dos estados unidos - para alem dos enormes latifundios de milho, girassol e abobora, e countys divididos a regua e esquadro, nada existe no kansas. a serio, se nao acreditam, confirmem aqui.
2) lawrence, uma cidade de aproximadamente 100 mil habitantes, a sexta do estado e home of the kansas jayhawks da universidade do kansas, deve ser igual a muitas outras cidades universitarias do interior dos estados unidos, onde jovens de aldeias proximas culminam como ultima paragem antes da vida adulta
3) os white whale sao um quinteto de musicos falhados de lawrence, kansas: matt suggs, o lider, fez parte dos butterglory nos anos 90, rob pope dos the get up kids tambem nos anos 90 e mais tres amigos kansanos ex-the higher burning fire (honestamente, nunca ouvi falar de nenhums)
4) desta vez com wwi, acertaram em cheio e finalmente talvez irao conseguir sair do kansas e ver o mar. tudo acontece devido a um verdadeiro conjunto de factores: (i) o lider mantem contactos com a merge records durante toda a sua carreira e dai facilidade na promocao, (ii) o apoio da comunidade ao ponto da kansas state house of representatives ter declarado o dia 26 de julho de 2006 para ser o white whale day em todo o estado (so mesmo na america), e (iii) uma sonoridade colada mas nao sobreposta aos tao na moda arcade fire e decemberists ("beware ye decemberists and those who would set the arcade (a)fire, the okkervil river can not contain the enormity of white whale" e, claramente, a pior frase promocional de todos os tempos, podem ver com os vossos proprios olhos aqui no site da merge records)
5) para alem deste namedropping obvio e barato, eu consigo ver muito mais. aqui ficam umas musicas (6 em 11, nada mal, existe a #1 nine good fingers e a #7 de imediato no myspace):
#3 the admiral
#5 what's an ocean for?
#6 we're just temporary ma'am
#7 forgive the forgiven (esta demora mais)
#8 fidget and fudge (claramente, a melhor)
#11 one prayer (live)

3 adendas

Blogger O Puto disse...

Bem, a capa lembrou-me logo o "Funeral".

9/10/06 6:32 da tarde  
Anonymous astropastor disse...

Gostei bastante do toque desesperado de "the admiral". Obrigado pela sugestão.

9/10/06 9:49 da tarde  
Blogger mago disse...

Estranho ver um "Get Up Kid" embarcar nesta aventura. A ver como continua...

10/10/06 9:21 da manhã  

quarta-feira, outubro 04, 2006

psychic ills, mas afinal onde e que estao as drogas?


i) hoje, quando liguei o meu querido ipod nano ao computador, reparei que o disco com mais audicoes sao os psychic ills, contando ja com 37 audicoes
ii) nao consigo precisar quando ouvi o disco pela primeira vez, esta no meu querido ipod nano desde o estado inicial, mas diria que foi la para meados de abril ultimo. portanto uma respeitosa media de 6.73 audicoes por mes
iii) de reparar e a sua resiliencia, que ja por tantas ocasioes podia ter saido e sempre manteve a sua presenca
iv) o disco de estreia da banda de ny, dins, saiu em fevereiro e reparo agora que foi oportuna- e extensivamente falado pelos blogues que frequento
v) portanto, de modo a nao repetir o que ja foi dito, re-dito e voltado a dizer, aqui fica apenas este pequeno registo
vi) guardo este sexto ponto para, caso queira, acrescentar algo que me pareca que complete
vii) aqui esta o site da banda, que apenas tem um link para o myspace, que por sua vez contem tres musicas. a #4 january rain e das minhas preferidas. a #8 another day another night, infelizmente nao esta disponivel nenhures

segunda-feira, outubro 02, 2006

a razao, o porque, o motivo, o proposito


a) uma das razoes, motivos, porques ou propositos pela qual sou "tolinho por musica" e por ser capaz de prever o universo da musica pop e tirar imenso prazer disso. exemplos nao me faltam mas obviamente, tambem falho. os the peels ja deviam ser famosos ha muito tempo.
b) esta e uma afirmacao forte mas que facilmente extrapolo para outros campos da vida do dia-a-dia: por exemplo, a bares do bairro alto que serao hip num futuro proximo, filmes que se vao tornar grandes, novas tendencias da moda feminina, ou mesmo desportistas em inicio de carreira.
c) de modo a atribuir uma certa precisao ao argumento passo a definir ser-se "tolinho por musica". e uma coisa sempre obtida individualmente e que requer tempo, esforco, e dedicacao. um estado em que so no final se esta. nao e apenas necessario ouvir musica, mas tambem ler sobre musica, estar a par das novidades, apreciar os classicos, nutrir gosto pelas prateleiras de discos, saber as intrigas entre os intervenientes, ter odios de estimacao ou meninos levados ao colo. primordial tambem e ter sempre uma opiniao.
d) ser-se "tolinho por musica" e uma coisa rara. conto pelos dedos as pessoas do meu circulo mais proximo que o sao ou foram. nao e uma coisa que se atribui a alguem mas apenas a si proprio. e um clube restrito cujos membros se distinguem, reconhecem, e mais importante, se apreciam e respeitam.
e) para concluir, aqui fica a razao deste post: planningtorock. tudo comecou apenas pelo nome despertar a atencao numa lista do allmusic. esta no meu ipod desde o estado inicial, portanto e-me impossivel precisar a data de entrada. achei o disco espetacular desde a primeira audicao. posteriormente na wire 271, um texto sobre um concerto. mais recentemente, um post noutro blogue. sao este tipo confirmacoes que me deixam nas nuvens. o disco have it all saiu no final de junho. aqui ficam uns teleclips®, interessantes mas todos no mesma linha though:
bolton wanderer
changes
when are you gonna start

9 adendas

Blogger joao disse...

i) reparo que a senhora abriu para peaches recentemente no paradise garage
ii) reparo tambem que vai estar sozinha esta quinta feira no fundao para o imago film festival

3/10/06 12:38 da manhã  
Blogger mago disse...

Ia exactamente alertar-te para esses dois factos. E dizer que não podia estar mais de acordo com as alíneas c) e d). Está lá tudo.

3/10/06 5:02 da manhã  
Blogger filipa disse...

presuncao e agua benta... :P

3/10/06 1:10 da tarde  
Blogger joao disse...

cada um toma a que quer

3/10/06 1:36 da tarde  
Blogger membio disse...

thanx pela menção... tb eu sou tolinho por música, felizmente ainda existem algumas pessoas por aqui ou por ali como nós :) ...tenho q mostrar este texto a algumas pessoas fora do círculo, pode ser que lhes abra um pouco mais os horizontes.

3/10/06 7:06 da tarde  
Blogger prozac disse...

meuqueridoipodnano adicionei-te aos links do prozac, se quiseres fazer o mesmo ficava muito grato;)
saudações
JP

4/10/06 7:10 da manhã  
Blogger Kraak/Peixinho disse...

Haha! Sou mesmo "tolinho" também :)

Hugzz

5/10/06 8:23 da manhã  
Blogger ana disse...

Encantada com Planningtorock! Adorei a "bolton wanderer". Tenho que ouvir o disco todo.

5/10/06 11:09 da manhã  
Blogger joao disse...

ana, obrigado pela visita, volta sempre

12/10/06 11:29 da manhã